Mountain View

Ghinko tatua com um propósito

Ele está tatuando há pouco mais de um ano, mas logo nos impressionamos pelo compromisso que seu trabalho demonstra e como ela se preocupa com os sentimentos de seus clientes

Esta entrevista é uma tradução da versão original em inglês.

Uma grande parte dos melhores estúdios de tatuagem e artistas de todo o mundo está localizada na cidade de Nova York. Todo mês um novo estúdio é aberto e os tatuadores mais talentosos viajam para a Big Apple para trabalhar como convidados ou para fixar residência por lá. Nova York é uma excelente cidade para trabalhar, crescer e comparar seu trabalho com o de outros tatuadores, mas também é um espaço altamente competitivo onde apenas os melhores se destacam. Por pouco mais de um ano, Manhattan foi o lar de uma das tatuadores mais promissoras do mundo. Seu nome é Ghinko.

Destacar-se como tatuador é algo complicado, pois não há um caminho definido para o sucesso. Não existe agência, estúdio ou editora que lhe ofereça um contrato, e geralmente um tatuador se torna reconhecido pelo boca em boca (ou mais recentemente pelo Instagram). E é exatamente isso que está acontecendo com ela. Ela está recebendo cada vez mais comentários e já está em um ponto em sua carreira em que poderia facilmente ter tatuagens marcadas 24 horas por dia, 7 dias por semana, mas prefere escolher apenas pessoas e ideias que lhe pareçam mais interessantes.

Estamos orgulhosos de ser o primeiro veículo de notícias a entrevistar Ghinko desde que ela começou a tatuar, há pouco mais de um ano, e aproveitamos a oportunidade para falar com ela sobre como seu trabalho evoluiu e como é ser uma jovem artista mulher em uma indústria dominada por homens.

Antes de tatuar, você já tinha uma página no Instagram com um grande número de seguidores aonde mostrava seu portfólio de desenhos. Quando, por que e como você começou essa página?

É uma honra para mim que você tenha tomado conhecimento da minha página de arte! Comecei o @inkskin quando era caloura na faculdade na NYU. Arte sempre foi minha paixão durante minha infância em Long Island, e recebia muitos elogios no colégio, mas eu sempre fui criada para pensar que não havia futuro sustentável na arte. Portanto, aceitei uma bolsa acadêmica integral na Universidade de Nova York para estudar psicologia e talvez encontrar uma carreira em arteterapia. Infelizmente, durante o primeiro e o segundo ano, tive que lidar com instabilidade financeira, depressão e tendências suicidas, que me levaram ao abuso de substâncias. No caminho da recuperação, usei a arte como uma válvula de escape para expressar meus sentimentos. Comecei a fazer tatuagens no meu próprio braço com marcadores Sharpie, daí o nome Inkskin ('tintapele' em inglês). Minhas primeiras admiradoras foram meus amigos e irmãs da fraternidade, cujo apoio, conexão e amor pela minha arte me deram uma razão para viver. Eles realmente espalharam meu nome e reputação, e a confiança que ganhei me ajudou a produzir peças de arte mais significativas, que finalmente chegaram ao 9gag, Reddit e outros sites virais, levando aos meus primeiros dez mil seguidores dentro de um ou dois anos. Recebia mensagens de todo o mundo, de pessoas que encontraram conforto, empatia ou se sentiram inspiradas e isso realmente me ajudou a encontrar meu propósito. Tive conversas profundas sobre o significado e a tradução da minha arte com pessoas que mal conhecia. Eu ouvia suas histórias de depressão, perda, suicídio, amor e dor, tudo porque elas se conectavam à minha arte. Eu sabia que nunca seria a melhor artista tecnicamente, mas me apaixonei por fazer peças com um significado profundo, que ressoassem e guiassem os outros.

Mountain View

Quando você decidiu começar sua carreira como tatuadora?

Sempre foi meu sonho ser uma tatuadora. No colégio, comecei com uma tatuagem ponto a ponto no braço e, em seguida, fiz uma tatuagem no dedo e no tornozelo em uma máquina de bobina que comprei de um site chinês. Então você poderia dizer que sempre tive interesse por tatuagens, mas não sabia como a carreira de um tatuador começava. Quando fiz uma pausa após meu segundo ano na NYU para sustentar minha família, concentrei-me em construir meu portfólio por meio da @inkskin. O sucesso do Instagram me levou a um estágio no Brooklyn há cerca de 5 anos. Fiquei um pouco mais de um ano, mas o difícil e perigoso deslocamento noturno, as taxas de aprendizado, o desrespeito e a perda de tempo me fizeram deixar as tatuagens de lado e voltei para a escola e para a minha família. Na primavera de 2016, um amigo meu, agora conhecido como JK Kim, que estava servindo como aprendiz de Evan, me recebeu de braços abertos para uma posição de meio período como aprendiz e recepcionista na Moon Sheen Tattoo. Foi um ano depois, no início do verão de 2017, quando o estúdio West 4 Tattoo passou por uma mudança repentina e abrupta, acompanhada um grande downsizing, e de repente fui contratada como recepcionista em tempo integral lá. Eles nunca me rotularam como trainee, mas eu tinha um título meio que não oficial, porque ajudava em tudo, desde a criação de desenhos para os tatuadores no Photoshop até a compra de cafés, almoços e jantares para o estúdio. Foi durante essa época como recepcionista que me apaixonei por tatuagens, pois adorava as histórias e conversas com clientes, pessoalmente ou via e-mail. Eu vi o amor, a dor, a tristeza e o significado das tatuagens e, estilisticamente, adorei a maneira como todo esse significado pode ser perfeitamente condensado em uma tatuagem minimalista.

Quais tatuadores mais te influenciaram?

Lembro-me de um dia no verão de 2017, JK me chamou na West 4 e Evan tinha acabado de terminar uma tatuagem micro-realista de um inseto no braço de uma menina. Eu fiquei maravilhada. Eu não tinha ideia de que tatuagens podiam ser tão pequenas e detalhadas. Era uma tatuagem delicadamente bela, mas poderosa. Foi a primeira vez que vi uma tatuagem micro-realista feita na hora, e foi amor à primeira vista. Ainda acho que Evan é um dos maiores do micro-realismo hoje. Quando tinha a chance, eu sempre ficava olhando para a seção do Drag, onde os incríveis desenhos e esboços foto realistas me faziam pensar, como diabos ele fazia aquilo? Foi a primeira vez que fui a um estúdio de tatuagem onde não havia nada além de artistas profissionais movidos pelo trabalho. Esses dois foram os que começaram tudo para mim. Claro, tendo nascido e sido criada em Nova York, Bang Bang Tattoo sempre foi a inspiração e o padrão; Eu acho que eles realmente revolucionaram o respeito das pessoas pelas tatuagens. Também estou cada vez mais apaixonada pelo trabalho da Zihwa. Ela é capaz de capturar a beleza do corpo feminino tatuado sem promiscuidade (como tantas vezes é retratado). Você pode ver que minhas fotos tentam (com ênfase em "tentar") evocar a mesma sensação de exclusividade e privacidade. Claro, eu aprendi a importância das linhas limpas com os mestres da linha fina na West 4. Enquanto eu era uma aprendiz lá, minha primeira tatuagem na pele foi em um artista convidado incrível, Rodrigo Zamora. Nunca poderei agradecê-lo o suficiente por ser aquele que reconheceu meu potencial antes de qualquer outra pessoa, e ele continua sendo uma das minhas maiores influências até hoje.

Mountain View

Você passou de 1.000 para mais de 25.000 seguidores em menos de seis meses, muitos tatuadores com anos de experiência e um número menor de seguidores podem estar se perguntando: como você conseguiu isso?

Uma das coisas mais importantes que aprendi para ter sucesso no Instagram é o conforto do cliente. Se o cliente está feliz, confortável e apaixonado por sua tatuagem, você também fica feliz, satisfeito. Portanto, se você está feliz e o cliente está feliz, a tatuagem tem um propósito. Se uma tatuagem for proposital, a foto que você tira sai "feliz".

Quando digo que a foto sai "feliz", quero dizer que a felicidade do cliente pode ser vista em sua linguagem corporal: o quão bem a tatuagem se adapta à pele, a pose, a rigidez muscular e a postura. Se um cliente está desconfortável, você pode ver isso claramente em sua linguagem corporal. Principalmente quando a tatuagem está em uma área que as mulheres precisam se despir, é muito importante manusear o corpo com cuidado e um toque suave. Tatuagens são arte, e de que serve a arte se você não cuida da tela? De que serve a arte se não tem alma?

Mesmo que seja uma tatuagem pequena, a beleza da pequena tatuagem também é exaltada graças às curvas e ao formato do corpo ao redor dela. Claro, eu adoraria tirar uma foto em close de todas as pequenas tatuagens que fiz para mostrar o quão minucioso é fazer uma linha delicada e perfeita, para mostrar a outros artistas que minhas linhas são limpas, para validar meu suor e estresse, mas dessa forma, a foto se torna algo somente sobre mim. Se minha cliente se deu ao trabalho de encontrar o local perfeito para sua tatuagem, tirarei uma foto mostrando que seu corpo foi valorizado. Se o cliente escolher um tamanho pequeno para deixar a tatuagem discreta, tirarei uma foto para mostrar que ela pode ser facilmente escondida. Se minha cliente fez as unhas antes da nossa consulta, mostrarei as cutículas bem cuidadas na foto. Essas tatuagens são para pessoas reais, então eu me certifico de que todas as imagens reproduzam isso. A tatuagem é para o cliente, não é para mim. Acho as tatuagens mais bonitas quando estão em harmonia com o corpo. Se você ama o que faz, isso fica evidente no seu trabalho: onde você coloca a tatuagem, a paciência necessária para terminá-la, a vontade e a energia extras para tirar a foto, etc. Sim, as tatuagens são incríveis e lindas, mas a tela de pele e alma por baixo são tão bonitas quanto. Se o seu cliente não usar a tatuagem com amor, e se ele não amar suas tatuagens, ninguém mais vai adorar. As pessoas respondem melhor à essa felicidade, e a felicidade é poderosa. É difícil expressar o sentimento poderoso de se fazer uma tatuagem, então eu tento colocar esse esforço na foto. É o poder da felicidade e o amor pelas tatuagens que me dão energia para ser melhor, então, quando as pessoas certas veem minhas tatuagens, elas são contagiantes.

Mountain View

Como é o seu processo criativo? Como você decide mudar a ideia/ escolha original da parte do corpo de seus clientes?

Amo sentar com meu cliente em minha estação com meu caderno de desenho e um laptop. Nas consultas, adoro explorar referências, conversar sobre a ideia e desenhar com meu cliente. Conversando com o cliente, posso avaliar se esse trabalho será um projeto do cliente ou será meu. Coisas sutis como contato visual, o quão perto eles decidem se sentar ao meu lado, a rapidez com que respondem, onde e como eles guardam seus pertences me dizem se sou eu quem deve liderar a conversa sou ou o cliente. Sempre faço minhas recomendações com base nas experiências anteriores e no tipo de tatuagem, mas no final das contas, é uma colaboração, e nunca direi não ao que o cliente deseja se o respeito for mútuo. Se eu tiver uma boa vibe com o cliente, geralmente sou mais criativa ao conversar e desenhar. Se a atmosfera não for tão boa, fico nervosa e minha mente se estreita em vez de ficar aberta. Às vezes, quando me concentro em desenhar na frente de clientes, fico um pouco nervosa com o silêncio constrangedor, então olho para cima para ver sua reação. A melhor sensação é ver meu cliente paralisado também no desenho; É quando eu sei que estamos juntos nisso. Quando os clientes me agradecem por sua tatuagem, eu não digo "de nada", eu respondo com "obrigado EU".

Quantas tatuagens você faz por dia?

Depende dos tipos de trabalhos que eu fizer, pois eles variam de micro-realismo complexo (que pode levar de 5 a 6 horas) a uma simples palavra (que pode levar 30 minutos). Odeio trabalhos apressados ​​e odeio excesso de agendamentos, porque me concentro muito no tempo e nos prazos ao invés de tatuar.

Mountain View

Qual a sua opinião sobre a indústria? Você se sente respeitada?

Por ser a caçula de uma equipe do estúdio e por ser mulher, certamente, já houve momentos de desprezo, negatividade, submissão compulsória e assédio sexual, seja dentro do estúdio, seja de clientes desagradáveis. Não vou mentir, definitivamente tive algumas experiências e vi casos como a hierarquia baseada em raça, limites confusos entre profissionalismo e preferências pessoais, a total falta de autodisciplina por parte de tatuadores, ganância financeira acima da igualdade, tatuagens mal feitas devido à falta de cuidado ou habilidade, etc. E eu aprendi o seguinte: mesmo que eu não tenha criado esse sistema defeituoso, mesmo que não tenha me envolvido em corrupção e mesmo que a tatuagem tenha saído exclusivamente da sua mão, a arte é um esforço coletivo entre você e o seu ambiente. Como artista, você nunca pode culpar ninguém pela sua incapacidade, apenas você mesmo, e você nunca pode levar o crédito pelo seu sucesso, porque estamos sempre aprendendo uns com os outros. Assumindo a responsabilidade, recusando-me a ser uma espectadora de más práticas, indo além e se importar de maneira inventiva, descobri que meus valores morais e a paixão por aprender estão mais fortes do que nunca. Embora você determine seu próprio sucesso, acho que o aspecto mais gratificante desse trabalho é fazer amigos por meio do respeito mútuo. O positivismo sempre inspirará um progresso maior em comparação ao negativismo.

Eu amo a indústria porque o trabalho duro sempre compensa, e a arte é a verdadeira base. Não posso dizer que estou muito familiarizada com a indústria, já que só estou nela há alguns anos, mas pelo pouco que vivi, descobri que é preciso ter muita fé. Enquanto você ama a arte, sempre aprenderá a respeitar e ser respeitado. Com o verdadeiro amor e a paixão pela arte da tatuagem, você nunca estará sozinho nessa indústria, onde quer que vá ou com quem quer que trabalhe.

Mountain View

Como você se vê daqui a 5 anos? Qualquer objetivo?

Daqui a cinco anos, planejo viajar o máximo que puder, aprendendo com todo mundo antes de voltar para Nova York com o meu estilo próprio. Definitivamente, quero alcançar um estilo que seja meu, cheio de significado e voltado para o micro-realismo e as letras. Minha casa é Nova York, aconteça o que acontecer. Felizmente, também quero começar minha própria família perto do final desse período de cinco anos. Eu sei que será difícil fazer tatuagens e começar uma família, mas tendo crescido em uma casa tradicional coreana com pais imigrantes, com todos os sacrifícios que minha mãe e meu pai fizeram por mim, não vou abrir mão de um pelo outro. Ver a JK lidar com tudo isso tem sido uma grande inspiração para mim e espero poder encontrar uma pessoa que me apoie.

Se alguém quiser fazer uma tatuagem com você, o que deve fazer?

Eles devem se manter informados sobre o status das minhas reservas, sempre atualizadas na minha biografia do Instagram. Se minhas reservas estiverem abertas, os clientes em potencial devem preencher o formulário de agendamento em meu site (disponível apenas para a cidade de Nova York). Se um cliente potencial deseja agendar um horário quando eu estiver em um guest spot, as instruções serão listadas quando os lugares que irei visitar forem anunciados. Recomendo preencher o formulário de consulta com o máximo de carinho e personalidade possível, pois tenho tendência a priorizar tatuagens com propósitos. Eu digo ao cliente em potencial para ser cortês e paciente com meus assistentes por e-mail!

Mountain View

Há algo que você queira acrescentar que possa ser interessante para nossos leitores? Algum conselho para quem quer fazer uma tatuagem?

Não tenho muito a dizer além de agradecer por dedicar seu tempo para ler isso e pela entrevista. Eu nunca teria imaginado estar aqui e ter a oportunidade de ser entrevistada e falar com vocês. Sua página e seu trabalho são verdadeiramente icônicos, revolucionando o atendimento ao cliente e liderando o movimento da micro tatuagem. Sou mais do que abençoada por meu trabalho ter sido notado e por ter me dado a oportunidade de trabalhar com vocês. Eu particularmente adoro a maneira como vocês faz a curadoria do Tattoofilter para ajudar todos ao redor do mundo a encontrar especialistas em linhas finas, e vocês estão realmente fazendo um ótimo trabalho em mudar a perspectiva das pessoas sobre tatuagens. Um milhão de vezes, obrigado!

Você pode conferir o perfil da Ghinko no Tattoofilter, onde encontrará as informações de contato e pode filtrar sua galeria de tatuagem por estilo, parte do corpo e tamanho, e classificar por data ou número de curtidas.

Mountain View
filtrar
close
filtrar porchevron_right
Estilochevron_right
Parte do corpochevron_right
Tamanhochevron_right
chevron_left voltar